artigos

As espadas e bruxas de Esteban Maroto

Querendo ou não, nossos sonhos são aquilo que nos move e move o mundo ao nosso redor. Sonhamos com sucesso e realização, sonhamos em namorar aquela linda mulher (ou aquele lindo rapaz, a escolha é sua), comprar um belo carro… E acredite, alguns sonham com a oportunidade de lançar uma editora de quadrinhos e espalhar pelo mundo realidades paralelas bizarras habitadas por feiticeiros demoníacos, bravos guerreiros e, novamente, lindas mulheres. É graças a esses sonhos inusitados que podemos ver chegar às livrarias nacionais uma obra como Espadas e Bruxas, de Esteban Maroto, primeiro lançamento da editora Pipoca & Nanquim.

Magistralmente desenhado pelo artista espanhol, Espadas e Bruxas é uma compilação que reúne as histórias dos bárbaros Wolff, Manly/Dax e Korsar, personagens que chegaram a ser publicados no Brasil pela Ebal e RGE nos anos 1980 e que influenciaram muita coisa no gênero Espada & Magia nos quadrinhos, até mesmo nas histórias de Conan. E verdade seja dita: o Pipoca e Nanquim acertou demais ao começar com essas histórias.

Abrindo com uma introdução feita pelo escritor de ficção científica Juan Miguel Aguilera, Espadas e Bruxas começa com as histórias de Wolff, um guerreiro que deseja se vingar pelo assassinato da sua família e tribo por bruxos praticantes de magia negra. Escrita por Luís Gasca Burgués, mais conhecido como “Sadko”, a história contém todos os clichês que uma trama de bárbaros pode ter, mas é importante lembrar que Wolff foi um dos primeiros quadrinhos do gênero, antecedendo até mesmo a primeira revista de Conan na Marvel, escrita por Roy Thomas com arte de Barry Windsor Smith. Além das belas mulheres desenhadas por Maroto, o grande charme da HQ é o plot twist que aos poucos vai sendo revelado para o leitor.

A edição continua com Manly/Dax, e, sem sombra de dúvida, é o ponto alto do encadernado e até mesmo do trabalho de Esteban Maroto. Convidado pela Warren Publishing para fazer uma HQ no estilo de Wolff na revista da Vampirella, Maroto criou Manly que, de última hora, migrou para a revista Creepy. Com liberdade para escrever suas próprias histórias, o artista fugiu do senso comum com o então entitulado Dax, um guerreiro que só deseja paz de espírito e liberdade em um mundo cheio de violência, bruxos e demônios. O roteiro é de uma beleza extraordinária, conseguindo mesclar horror, aventura e momentos de pura melancolia. E o que falar da arte então? Cada página é uma obra-prima, fazendo o leitor perder horas observando cada detalhe de seu traço. Destaque para a última belíssima história, que adapta o mito de São Jorge.

Por fim, o encadernado fecha com as aventuras de Korsar, um ex-escravo que se junta com Sayda, “aquela que domina todas as artes do amor”, em uma busca por liberdade e noites de paixão, mesmo que isso signifique fazer sexo com alienígenas e seres moribundos. Misturando erotismo e aventura, essa é a história mais fraca do encadernado, que vale apenas para mostrar todo o talento do artista em desenhar mulheres pra lá de sensuais. Além de cada arco conter uma desculpa esfarrapada para mostrar alguma cena de nudez, Maroto sabe mesmo como demonstrar toda a sensualidade feminina com seu texto e arte.

O encadernado em si mantém o mesmo padrão de beleza das histórias: com formato magazine (21 x 28 cm), capa dura e 256 páginas, Espadas e Bruxas justifica seu preço salgado, principalmente pelo tratamento refinado com a revisão e tradução. É preciso também parabenizar o canal Pipoca e Nanquim, criado pelos editores da Panini Comics Alexandre Callari, Bruno Zago e Daniel Lopes. Como todo bom leitor de quadrinhos, os três sonhavam em trazer obras diferenciadas ao Brasil e, em parceria com o site Amazon, conseguiram criar seu próprio selo.

Espadas e Bruxas é uma HQ que vale o alto investimento, principalmente para quem deseja conhecer e se esbaldar com a arte de Esteban Maroto. Com um belo começo e diversos outros lançamentos de qualidade (Cannon e Moby Dick), o Pipoca e Nanquim já chega prometendo ser uma das melhores editoras de quadrinhos atuais. Agora é só esperar e sonhar com mais HQs tão boas quanto essa.

Leia Também

Redação Multiverso é o site colaborativo de produção de conteúdo sobre quadrinhos
da Produtora Multiverso, em uma iniciativa paralela e complementar à realização da
ComicCON RS – principal convenção de quadrinhos e cultura pop do Rio Grande do Sul.