Leonardo Mello de Oliveira

Direitos de Conan retornam à Marvel

A Marvel Entertainment e a Conan Properties anunciaram hoje, 12, um acordo para que a Marvel Comics volte a publicar material do personagem de Robert E. Howard, iniciando em janeiro de 2019. Os direitos de Conan se encontravam atualmente com a Dark Horse, que publica quadrinhos do personagem desde 2003.

“De Barry Windsor-Smith a John Buscema e Neal Adams, um lendário time de artistas incríveis deram vida a Conan nas páginas da Marvel Comics,” disse o editor-chefe da editora, C.B. Cebulski. “É um legado que nós agora estamos mantendo vivo com uma talentosa linha de artistas para o retorno do bárbaro cimério no início de 2019. Estamos empolgados!”

Tendo estreado em 1932 numa série de histórias de espadas e bruxaria publicadas em Weird Tales, Conan chegou à Marvel em 1970, com o título Conan, o Bárbaro, de Roy Thomas e Barry Windsor-Smith. O personagem foi um sucesso, estrelando várias revistas na editora, até passar para a Dark Horse, em 2003.

A Marvel divulgou duas artes de capa para Conan desenhadas por Esad Ribic e Mike Deodato. Detalhes dos planos de publicação ou de equipes criativas não foram divulgados.


DC anuncia The Other History of the DC Universe

A DC Comics anunciou uma nova minissérie em formato Prestige prevista para o final de 2018. The Other History of the DC Universe é escrita por John Ridley, roteirista de 12 Anos de Escravidão, e, segundo a editora, irá analisar momentos icônicos do Universo DC com um viés sociopolítico através da perspectiva de personagens advindos de grupos menos favorecidos.

A série traz personagens como John Stewart, Vixen, Supergirl e Katana, além de também trazer alguns menos conhecidos como Renee Montoya e Extraño, dos Guardiões Globais. Segundo o anúncio da editora, The Other History of the DC Universe não é sobre salvar o mundo, é sobre ter a força para simplesmente ser quem se é.

Outros trabalhos de Ridley nos quadrinhos incluem The Authority: Human on the Inside, The Razor’s Edge: Warblade e sua série autoral The American Way, série com temática semelhante a The Other History, mostrando a história dos super-heróis pela perspectiva de pessoas negras.

Novas informações sobre a série devem ser anunciadas no painel The Many Shades of Heroism: DC Heroes Through the African-American Lens, na convenção em D.C., que irá contar com a presença de Ridley. O painel acontece amanhã, 13, às 11h, e será transmitido ao vivo pelo canal da DC Comics no Youtube.

Nenhum artista ou data de lançamento foram divulgadas para a série.


Final de Spider-Men II traz grande novidade

[ALERTA DE SPOILER]: A notícia a seguir contém spoilers de Spider-Men II #5, lançado hoje, 27, nos EUA.

O final da minissérie Spider-Men II, escrita por Brian Michael Bendis e desenhada por Sara Pichelli, trouxe uma grande e inesperada surpresa. Trata-se do retorno do Universo Ultimate, que havia sido destruído durante a saga Guerras Secretas, de 2015.

Ao final da história, é revelado que a versão vilã de Miles Morales tinha como plano ganhar acesso a uma realidade paralela e, assim, encontrar uma versão de sua esposa, que havia morrido há anos. Em uma luta dos dois Homens-Aranha, Peter Parker e Miles Morales, com o Treinador na realidade acessada pelo Miles vilão, é visto ela que se trata do Universo Ultimate.

Entre os personagens vistos, encontra-se a versão Ultimate de Peter Parker, que estava fora da vida super-heroica desde sua ressurreição, atuando como Homem-Aranha . Além dele, temos a Mulher-Aranha Jessica Drew, Capitão América, Thor, Gigante, Tocha Humana, Hulk e uma encarnação de Ironheart.

O Universo Ultimate foi considerado destruído após a incursão da Terra Ultimate com a Terra do Universo 616, no início de Guerras Secretas. Quando o Universo 616 foi refeito pelo Homem Molecular no fim da saga, alguns personagens de realidades paralelas acabaram sendo acoplados a ele, como o Homem-Aranha Miles Morales e seus coadjuvantes e o Velho Logan. Esta é a primeira confirmação de que o Universo Ultimate voltou a existir depois desses eventos.


Hulk original retorna em Avengers: No Surrender

Com as solicitações de março, novas informações a respeito do evento semanal Avengers: No Surrender surgiram. Um dos principais acontecimentos da história e que já havia sido revelado é o retorno do Hulk original, mas agora os textos das solicitações apontam que Bruce Banner não está ligado a este Hulk, além de chamá-lo de The Immortal Hulk. Segue abaixo o texto completo referente a Avengers #684:

“De volta dos mortos! Não se pode argumentar com ele. Ele não será parado. Bruce Banner não está em casa agora. Existe apenas o Imortal Hulk.”

Bruce Banner foi morto durante os eventos de Guerra Civil II, tendo voltado à vida como Hulk em dois breves momentos até agora, uma vez na revista dos Fabulosos Vingadores e outra no evento Secret Empire.

Avengers: No Surrender irá unir todas as três revistas dos Vingadores, Avengers, Uncanny Avengers e U.S. Avengers, em um único título semanal, que começa a sair em janeiro com Avengers #675. A história é escrita por Mark Waid, Jim Zub e Al Ewing e tem arte de Pepe Larraz, Paco Medina e Kim Jacinto. O evento deve durar 16 edições.


CCXP: Astronauta ganha animação em 2018

Entre as novidades do painel da Mauricio de Sousa Produções na CCXP 2017, está o anúncio de uma minissérie animada em seis episódios do Astronauta, baseada na Graphic MSP escrita e desenhada por Danilo Beyruth. Um teaser foi divulgado e o traço da animação lembra o do próprio Beyruth.

Outra grande novidade para 2018 é a série animada da Turma da Mônica Jovem. A série será transmitida no canal Cartoon Network, ainda sem data específica para estrear.


CCXP: Revelado visual da Turminha em live-action de Turma da Mônica – Laços

Durante o painel da Mauricio de Sousa Produções na CCXP 2017, o diretor do primeiro longa live-action com personagens da Turma da Mônica, Daniel Rezende, divulgou um vídeo que revela concept arts do filme e também o visual da Turminha.

Turma da Mônica – Laços tem previsão de estreia para julho de 2018.


CCXP: Cebolinha e Horácio viram Graphic MSP em 2018

Durante o painel do selo Graphic MSP na CCXP 2017, o editor da linha, Sidney Gusman, anunciou novidades para 2018. Novos títulos e novos autores são esperados para os personagens de Mauricio de Sousa.

Entre as novidades anunciadas, o título da Graphic MSP do Jeremias, de Rafael Calça e Jefferson Costa, será Pele e deve sair em março de 2018. Astronauta deve ganhar um quarto novo volume, também escrito e desenhado por Danilo Beyruth.

O quadrinista gaúcho Gustavo Borges ficará a cargo de um título do Cebolinha. Segundo Gusman, Gustavo é o autor mais novo até agora a fazer uma Graphic MSP. “Certamente vou tirar muito da minha infância, que foi ontem, para este projeto”, brincou o jovem autor.

Horácio ganha uma Graphic por Fábio Coala. Este pode ser considerado um momento histórico para o quadrinista, visto que Horácio é um personagem visto quase como exclusivo por Mauricio de Sousa, que poucas vezes o libera para outros autores escreverem.

 


CCXP: Panini anuncia novidades para 2018

Em seu painel na Comic Con Experience 2017, a editora Panini anunciou vários lançamentos para DC, Vertigo,  Avatar, Marvel, Star Wars, Bonelli, nacionais, Millarworld e mangás.

Entre os lançamentos da DC Comics, foi anunciado o encadernado DC Deluxe: O Dia Mais Claro, com a saga completa em um único volume. Continuando com as novas HQs da Hanna Barbera, Scooby Apocalypse vem no mesmo formato de encadernados de Future Quest. Os crossovers de personagens da DC com os Looney Toones, Jonah Hex e Eufrazino Puxa-Briga, Caçador de Marte e Marvin, o Marciano, Lobo e Papa-Léguas e Batman e Hortelino Troca-Letras, vêm todos em um único encadernado.

Em comemoração aos 80 anos do Superman, ganham republicações Superman: As Quatro Estações, de Jeph Loeb e Tim Sale, e Superman: Identidade Secreta, de Kurt Busiek e Stuart Immonen, ambos em capa dura. Superman: American Alien, minissérie de Max Landis publicada entre 2015 e 2016, chega também em volume único.

Crise de Identide, de Brad Meltzer e Rags Morales, deve ganhar republicação. A saga Invasão!, de Keith Giffen, Bill Mantlo, Todd McFarlane e Bart Sears, será publicada em volume único, assim como DC: A Nova Fronteira, de Darwin Cooke. SJA: Era de Ouro, de James Robinson, também dá as caras por aqui em 2018. Wednesday Comics vem em um livro único em tamanho jornal.

De reimpressões, a Panini promete Camelot 3000, Batman: Silêncio, Batman: Noite das Corujas e vários volumes de Lanterna Verde publicados pelo selo DC Deluxe.

Na parte da Vertigo, a editora irá trazer uma nova edição de Leões de Bagdá, de Brian K. Vaughan. Também vem, dessa vez em encadernado, a série Punk Rock Jesus, de Sean Murphy, além de Neverwhere, de Neil Gaiman e Glenn Fabry. Foi anunciado também Sandman: Edição Definitiva volume 5, assim como as demais Edições Definitivas devem continuar a ganhar reimpressões.

A Saga do Monstro do Pântano, de Alan Moore, deve ser republicado, dessa vez em papel LWC. Sandman Prelúdio ganhará uma publicação em volume único, e os volumes 4, 5 e 6 de Preacher devem ser reimpressos.

Para a Avatar, as últimas edições de Providence, de Alan Moore, devem ser publicadas ao longo de 2018. Também de Moore, teremos o lançamento de Cinema Purgatório.

Nas novidade da Marvel, destaca-se a publicação em capa dura de Justiceiro MAX por Garth Ennis. Devem ser lançados 2 volumes da HQ por ano, cada edição contendo dois volumes americanos. Os Poderosos Vingadores, de Brian Michael Bendis, deve continuar pelo selo Marvel Deluxe. Hulk Contra o Mundo ganhará um volume único, contendo a saga principal e os tie-ins. O encadernado de Invasão Secreta deve ser reimpresso.

Alias, de Bendis e Gaydos, ganha dois volumes, com previsão de acabar ainda no próximo ano. Hulk ganha uma Coleção Histórica Marvel, que deve iniciar a partir do número #223 da série original. Mestre do Kung Fu também ganha Coleção Histórica, com republicação desde a primeira edição.

A saga Secret Empire mais recente, de 2017, tem previsão de ser publicada no próximo ano.

A Trilogia do Infinito será republicada completa em três volumes, iniciando com Desafio Infinito. A saga Inferno, dos X-Men, será republicada em seis volumes mensais, no mesmo formato de publicação de A Era do Apocalypse. Poder Supremo, série que iniciou no selo MAX escrita por J. Michael Straczynski, ganha republicação em volume único. A minissérie Deadpool Massacra o Universo Marvel ganhará encadernado capa dura.

Para Star Wars, a quadrinização de Rogue One vem em formato encadernado.

Da editora Bonelli, foi anunciado o retorno de Face Oculta.

Para material nacional, foi divulgado que Valente, de Vitor Cafaggi, terá seu último volume publicado em maio de 2018, e que Daytripper ganhará republicação. A Graphic MSP estrelada por Jeremias e prometida para o próximo ano deve abordar o racismo no meio infantil.

De novidades do Millarworld, selo de quadrinhos escritos por Mark Millar, O Legado de Júpiter, desenhado por Frank Quitely, terá seu segundo volume publicado. Também teremos o lançamento de Empress, com arte de Stuart Immonem, e Huck, com desenhos de Rafael Albuquerque.

De mangás, o selo Planet Mangá promete o lançamento de Children of the Sea, em cinco volumes, e Innocent, que conta a história do criador da guilhotina. Também foi anunciado Jojos Bizarre Adventure, começando desde o volume 1 e finalizando em sessenta edições na versão brasileira.

Das HQs de The Walking Dead, a Panini pretende publicar a série mensalmente desde o primeiro encadernado. A partir do ponto em que a editora HQM parou, devem sair mais três volumes no próximo ano.

Entre as mudanças nas mensais, Gatuno entra no mix de Aranhaverso. Homem-Aranha/Deadpool será cancelada e o material passará a integrar a mensal do Deadpool. Miles Morales ganhará mensal própria, e a revista deverá contemplar as revistas Spider-Man e Champions. A mensal do Homem de Ferro será estrelada por Riri Willians e Doutor Destino, com sua respectivas revistas.


Divulgadas primeiras imagens de X-Men: Dark Phoenix

A revista Entertaiment Weekly divulgou as primeiras fotos do filme X-Men: Dark Phoenix, com o visual Fênix de Jean Grey, além de alguns detalhes sobre a trama.

Segundo a matéria, na nova produção os X-Men são considerados heróis nacionais pelo público, com Charles Xavier aparecendo até mesmo na capa da revista Time. No entanto, de acordo com o diretor do longa, Simon Kinberg, o orgulho tem conquistado Xavier, que põe a equipe em missões cada vez mais arriscadas. Ao serem enviados para uma missão no espaço, uma labareda solar atinge o X-Jet, e a energia acende uma força voraz e maligna em Jean.

As fotos ainda apresentam o visual da personagem de Jessica Chastain, ainda sem nome revelado. Pode-se ver também alguns personagens em um enterro, além dos visuais de Mística e Magneto.

A edição de Entertainment Weekly que explora o novo filme estará a venda na próxima sexta-feira, 08.

X-Men: Dark Phoenix tem direção de Simon Kinberg e tem no elenco James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Sophie Turner, Tye Sheridan e Jessica Chastain. O filme tem previsão de estreia para 2 de novembro de 2018.


Charles Xavier retorna em Astonishing X-Men

Em Astonishing X-Men #6, lançada na última quarta, 6, o Professor X, Charles Xavier, retorna dos mortos de uma maneira bem inusitada. A edição é escrita por Charles Soule e tem desenhos de Mike Del Mundo.

Xavier estava presente nas histórias da revista desde a primeira edição, em que foi revelado que, após sua morte em Vingadores vs. X-Men, o Professor teve sua consciência psíquica capturada e aprisionada no Plano Astral pelo seu arqui-inimigo, o Rei das Sombras.

Na edição #6 descobre-se que Xavier estava preso há centenas de anos no Plano Astral (de certa forma, o tempo passa de maneira diferente nesta dimensão), e que ele e o Rei das Sombras vinham jogando um jogo usando vários X-Men como peões. O vilão tinha em mente seu retorno ao plano material através da possessão de Gambit e Velho Logan, mas Xavier se comunicou com três integrantes que se encontravam na dimensão astral.

Vampira, Mística e Fantomex então atacaram juntos o Rei das Sombras, distraindo-o por tempo suficiente para que o Professor X se livrasse das amarras psíquicas. Xavier, além de deter seu rival, fez um acordo com Fantomex, e, quando o X-Man retorna ao plano material, é revelado que o Professor agora assumiu o corpo de Fantomex. Além disso, ele agora largou sua alcunha de professor, pedindo para que seja chamado apenas de X.

No entanto, as solicitações para as próximas edições de Astonishing X-Men revelam que X não é mais o benevolente e pacífico tutor dos mutantes que Xavier já foi. Aparentemente, para o novo Charles, sua missão é salvar o mundo, ele gostando ou não.

Astonishing X-Men #6 está disponível nas lojas americanas desde a última quarta, 06.


Redação Multiverso é o site colaborativo de produção de conteúdo sobre quadrinhos
da Produtora Multiverso, em uma iniciativa paralela e complementar à realização da
ComicCON RS – principal convenção de quadrinhos e cultura pop do Rio Grande do Sul.