noticias

Axel Alonso não é mais o editor-chefe da Marvel

Axel Alonso acaba de deixar o cargo de editor-chefe da Marvel. De acordo com o anúncio, o editor que assumiu a posição em 2011 e comandou diversas grandes iniciativas de lá pra cá sai do posto em uma decisão de comum acordo com a editora.

O cargo de editor-chefe será imediatamente assumido por C. B. Cebulski, veterano da Marvel após mais de 15 anos trabalhando na empresa, e desde 2011 atuando na sua expansão como vice-presidente internacional de gerenciamento de marca da Marvel. Radicado em Xangai, Cebulski agora retorna para Nova York para comandar o setor editorial e criativo da editora.

A temporada é de grandes mudanças nos bastidores dos quadrinhos. A notícia da mudança de editor-chefe vem pouco depois de Brian Michael Bendis, um dos roteiristas mais importantes da Casa das Ideias na última década, anunciar sua saída da Marvel rumo à DC Comics. Além disso, no início desta semana a DC anunciou a demissão de Eddie Berganza, editor veterano da empresa, após acusações de assédio.


Editor Eddie Berganza é demitido da DC Comics

Após antigas acusações de assédio sexual voltarem à tona com uma reportagem veiculada pelo Buzzfeed nesta sexta-feira, e a DC Comics comunicar sua suspensão no sábado, o veterano editor Eddie Berganza acaba de ser oficialmente demitido da editora.

“Warner Bros e DC Entertainment encerraram seu contrato com o editor da DC Comics Eddie Berganza. Nós estamos comprometidos com a erradicação do assédio, garantindo que todos os nossos funcionários, assim como a comunidade freelancer, estejam cientes das nossas políticas e se sintam confortáveis para informar quaisquer preocupações, e sintam-se apoiados por nossa empresa”.

A reportagem que teve a demissão como consequência reafirmava as alegações de assédio denunciadas por três ex-funcionárias da DC ao longo dos últimos anos. Elas afirmam que as queixas foram levadas à diretoria da empresa, sem resultado. De acordo com uma delas, o comportamento de Berganza era tão conhecido que as novas funcionárias eram avisadas por outros membros sobre isso, para buscar se proteger.

A atitude da editora veio logo após uma série de artistas começarem a se pronunciar e cobrar uma posição sobre o caso, entre eles o brasileiro Rafael Albuquerque.  “DC Comics, é hora de fazer a coisa certa, não apenas por sua imagem, mas também para mostrar que não há lugar para esse tipo de comportamento nesse meio e nem em nossa sociedade”, declarou pelo twitter o desenhista de Batman, Vampiro Americano e Batgirl.

A volta do debate sobre o caso de Berganza, as reações dos artistas e do público e a consequente ação da editora acontecem em um momento crítico no mundo do entretenimento, em que uma série de acusações de assédio em Hollywood expôs um lado sombrio de seus bastidores, envolvendo casos de assédio, estupro e pedofilia, e gerando consequências sem precedentes, como o afastamento de produtores e grandes estrelas como Harvey Weinstein e Kevin Spacey. E agora o efeito dominó acaba de atingir em cheio o mundo dos quadrinhos.


CCXP anuncia Denys Cowan, Amy Chu e Gail Simone

A menos de um mês da próxima edição da Comic Con Experience, a maior convenção de cultura pop do país anuncia mais três quadrinistas convidados.

O artista americano Denys Cowan é co-criador do Super Choque, icônico personagem da editora Milestone Media que se tornou popular com a série animada. Foi indicado ao Eisner por sua atuação na revista Questão ao lado do roteirista Dennis O’Neil, na série que reformulou o herói e o tornou um dos mais relevantes da DC Comics. Vencedor do prêmio Humanitas Award, ele também trabalhou no meio da TV em uma série de shows da Fox, ABC, Disney e Nickelodeon.

Outro nome dos quadrinhos presente nesta edição é Amy Chu, roteirista e editora que já trabalhou para a DC em títulos como Wonder Woman e Hera Venenosa. Também é uma das fundadoras d Alpha Girls Comics, que publica trabalhos de mulheres como Girls Night e The VIP Room.

Por fim, a CCXP anunciou a presença da popular roteirista Gail Simone, aclamada por trabalhos como Birds of Prey, Deadpool, Red Sonja, Mulher-Maravilha e Batgirl. A artista também tem obras autorais de destaque como Crosswind e Clean Room, e já atuou no universo das animações em produções como Justice League Unlimited e Wonder Woman.

Todos os artistas estarão no Artists Alley da CCXP durante os quatro dias de evento, 7 a 10 de dezembro, no São Paulo Expo.


DC Comics suspende editor Eddie Berganza após acusações de assédio

Após antigas acusações de assédio sexual voltarem à tona com uma reportagem veiculada pelo Buzzfeed nesta sexta-feira, a DC Comics anunciou hoje a suspensão do veterano editor Eddie Berganza e o imediato afastamento de suas funções, enquanto as denúncias são investigadas para determinar as próximas ações da editora em relação ao caso.

A reportagem reafirma as alegações de assédio denunciadas por três ex-funcionárias da DC ao longo dos últimos anos. Elas afirmam que as queixas foram levadas à diretoria da empresa, sem resultado. De acordo com uma delas, o comportamento de Berganza era tão conhecido que as novas funcionárias eram avisadas por outros membros sobre isso, para buscar se proteger.

A atitude da editora veio logo após uma série de artistas começarem a se pronunciar e cobrar uma posição sobre o caso, entre eles o brasileiro Rafael Albuquerque.  “DC Comics, é hora de fazer a coisa certa, não apenas por sua imagem, mas também para mostrar que não há lugar para esse tipo de comportamento nesse meio e nem em nossa sociedade”, declarou pelo twitter o desenhista de Batman, Vampiro Americano e Batgirl.

A volta do debate sobre o caso de Berganza, as reações dos artistas e do público e a consequente ação da editora acontecem em um momento crítico no mundo do entretenimento, em que uma série de acusações de assédio em Hollywood expôs um lado sombrio de seus bastidores, envolvendo casos de assédio, estupro e pedofilia, e gerando consequências sem precedentes, como o afastamento de produtores e grandes estrelas como Harvey Weinstein e Kevin Spacey. E agora o efeito dominó acaba de atingir em cheio o mundo dos quadrinhos.

 

 

 


DC anuncia minissérie solo de Mera

A DC Comics anunciou uma nova minissérie em seis edições estrelando a personagem Mera. Mera: Queen of Atlantis tem previsão de lançamento para fevereiro de 2018 e tem roteiros de Dan Abnett e desenhos de Lan Medina, além de Nicola Scott assinar a capa da edição #1. A trama seguirá os eventos que vem sendo mostrados no título do Aquaman, com Arthur exilado e dado como morto, enquanto Mera vive na superfície, sem poder voltar para Atlântida.

Segundo a sinopse da primeira edição, enquanto ferve a brutal Guerra Civil Atlanteana, Mera precisa manter a paz entre a superfície e Atlântida como sua rainha em exílio. Mas quando o irmão de Aquaman, Orm, o Mestre dos Oceanos, descobre o destino de seu lar, ele não vai parar enquanto não voltar para Atlântida como seu novo rei e salvador.

Mera: Queen of Atlantis #1 tem previsão de lançamento para 28 de fevereiro de 2018.


Jean Grey adulta vai liderar equipe no novo título X-Men: Red

Na noite desta quinta-feira a Marvel anunciou através de um vídeo que a Jean Grey adulta, que retornará em breve na minissérie Phoenix: Resurrection, vai liderar uma equipe mutante no novo título X-Men: Red. A revista será escrita por Tom Taylor com arte de Mahmud Asrar, ambos veteranos em títulos dos X-Men.

O vídeo breve que mostra versões da personagem ao longo do anos e termina com a novidade revela o novo visual de Jean, lembrando sua aparência clássica dos anos 90 com o uniforme azul atualizado com o devido vermelho do título.

Ainda não há detalhes sobre a história ou a equipe, mas novidades devem aparecer no final do mês com as próximas solicitações da Marvel, já que X-Men: Red tem lançamento marcado para fevereiro de 2018.


CCXP anuncia o artista Humberto Ramos

O desenhista mexicano Humberto Ramos é o mais novo quadrinista anunciado entre as atrações da Comic Con Experience 2017. O artista surgiu nos anos 1990, com passagens pela Milestone Media, Wildstorm e DC Comics, mas seus trabalhos de maior destaque aconteceram na Marvel, em títulos como Spectacular Spider-Man, Wolverine, X-Men, New X-Men e Runaways. Nos últimos anos atuou ainda em revistas como Amazing Spider-Man e Extraordinary X-Men, e trabalhou ao lado de Mark Waid em Champions na recente iniciativa Marvel NOW!.

O quadrinista se junta a nomes como Bill Sienkiewicz, Glenn Fabry, Arthur Adams, Nicola Scott e Simon Bisley, e esterá presente nos quatro dias de evento, no Artists Alley e na programação que será divulgada em breve. a CCXP 2017 acontece no São Paulo Expo entre os dias 7 e 10 de dezembro.


Brian Michael Bendis assina com a DC Comics

Através de sua conta oficial no Twitter, a DC Comics anunciou a vinda do roteirista Brian Michal Bendis para a editora. Depois de 17 anos de carreira na Marvel, Bendis agora é exclusivo da DC.

Não foram revelados maiores detalhes, nem projetos futuros de Bendis na DC. O escritor também comentou sua mudança em sua conta no Twitter:

 


Anunciado ator que vai viver Billy Batson em Shazam!

O site Hollywood Reporter anunciou nesta segunda-feira, 6, que Asher Angel, um dos protagonistas do seriado Andi Mack, da Disney Channel, vai interpretar Billy Batson no filme Shazam!, que tem data de lançamento prevista para 2019 pela DC Enterteinment.

A história do super-herói se concentra em um menino chamado Billy Batson, que pode se transformar em um super-herói adulto, proferindo a palavra mágica Shazam!. O nome é um acrônimo dos deuses do mundo antigo e figuras históricas Salomão, Hércules, Atlas, Zeus, Aquiles e Mercúrio, dos quais Batson deriva seus atributos heróicos.

Shazam tem direção de David F. Sandberg e roteiro de Henry Gayden e Darren Lemke. Zachary Levi vai interpretar o super-herói em sua forma adulta.

 


The Walking Dead da Panini terá formato diferente da versão HQM

Para desespero dos colecionadores que prezam por alinhamento de lombadas e padrão de identidade visual de suas coleções, o acabamento dos encadernados de The Walking Dead anunciados pela Panini não seguirão o mesmo formato que era seguido pela HQM.

Embora a Panini tenha anunciado que lançará a partir do volume 1 e, paralelamente, também a partir do ponto em que a HQM parou nos encadernados, muda tanto o formato quanto o título. Enquanto a HQM usava o formato 16,5x24cm, a Panini apostará no tamanho 17,26cm, o tradicional formato americano. O logotipo impresso na capa e na lombada também muda, uma vez que sai a versão nacional Os Mortos-Vivos e entra The Walking Dead.

A HQM chegou a lançar 48 edições mensais da série, em formato americano e com o título original, depois do sucesso da série de TV. No entanto, na época, manteve os volumes seguintes dos encadernados com o título traduzido, justamente para não causar transtornos aos fãs que acompanharam desde 2006 com a marca em português

The Walking Dead, a HQ que inspirou o seriado de TV, foi criada por Robert Kirkman e contou com Tony Moore como primeiro desenhista, sendo atualmente ilustrada por Charlie Adlard.

Os primeiros encadernados de The Walking Dead pela Panini tem previsão de lançamento para dezembro, na CCXP – Comic Con Experience 2017.


Redação Multiverso é o site colaborativo de produção de conteúdo sobre quadrinhos
da Produtora Multiverso, em uma iniciativa paralela e complementar à realização da
ComicCON RS – principal convenção de quadrinhos e cultura pop do Rio Grande do Sul.